Desenhar ilustrações ou mangás com personagens originais que você criou do zero…
Há uma sensação de realização nos personagens em que você criou o que não pode obter com trabalhos derivados.
“Eu quero criar um personagem original! Mas fica fraco…” Aqui estaremos apresentando algumas dicas para criar um personagem atraente.

【Preparativos antes de pensar sobre o personagem】

●Vamos construir o mundo do personagem!

Acho que este é um processo muito importante.

Tanto nos quadrinhos e nas ilustrações, antes de pensar na aparência e personalidade do personagem, pensamos “a primeira coisa a considerar neste desenho(mangá) é como deve ser o seu mundo e suas configurações?”

Digamos, por exemplo, que você queira criar um personagem de uma estudante de ensino médio.

No entanto, se você pensar e desenhar apenas como “uma estudante vestida de uniforme escolar”, sem dúvida só ela será bonitinha mas, não se sente originalidade por não ter um enredo no personagem.

A segunda figura tem uma definição de uma menina que viaja entre o mundo real e o da fantasia. Vestida com uniforme da escola e segurando um item de outro mundo faz um belo contraste dando uma grande diferença no seu cenário.

A terceira figura representa uma estudante brilhante em ciências que gosta de experimentos.
A aparência parece bastante normal, mas destacamos o personagem com itens.

Desta forma, com o mesmo rosto, mesmo penteado, mesmo uniforme, mas com definições e cenários diferentes dão uma impressão completamente diferente.

No caso de ilustrações, você pode pensar “Eu só quero fazer uma folha ilustrativa, preciso realmente me aprofundar tanto…?”, no entanto, se você criar as definições das situações, será capaz de apresentar ideias com muita facilidade quando for pensar em design de personagens posteriormente.
Pense e tenha uma idéia aproximada.

【Pense em como será a aparência do seu personagem】

Após ter uma ideia aproximada sobre o cenário, pense sobre o visual de seu personagem.


Costuma-se dizer que “um bom design de personagem é aquele que é reconhecível pela sua silhueta”.
O ideal é identificar o personagem em sua silhueta, pela forma do corpo, penteado, etc.

Particularmente, os cabelos são os que facilmente fazem a diferença na silhueta.
Pensar em um penteado detalhado pode ajudá-lo a criar um visual único do personagem.


Além disso, a silhueta do ser humano varia conforme idade, sexo e a forma do corpo.
Qual é a idade deste personagem? Ele é magro ou gordo? Musculoso? Qual a sua altura? Qual seu estilo?
E outras definições também. Pense e defina sua aparência.

A silhueta é importante! Mas não significa necessariamente que tenha que dar um penteado ou uma roupa bizarra.
Se não encaixar com o objetivo do cenário não adianta muito!

Quando a aparência é bidimensional, como cabelos de formas irrealistas, longos, com unhas afiadas, são lindas mas, podem ser desconfortáveis se não estarem de acordo com o mundo que se retrata.

Mesmo em pequenos elementos, como uma peça de decoração no cabelo ou roupas, parte do cabelo com cor diferente, só isso pode acrescentar um pequeno toque de originalidade.

Seu personagem não precisa ter uma boa aparência desde que o seu mundo e sua personalidade estejam bem desenvolvidos.
Quando o objetivo é dar um grande contraste então a “aparência simples” pode se tornar uma das características.
Não tenha medo de tentar algo diferente, vá com calma.

【Pense na personalidade do seu personagem】

Após ter uma ideia de como é a aparência, pense na personalidade.
É tão divertido tanto quanto criar o visual!
Especialmente quando você desenha quadrinhos, pensar nos detalhes aqui é a chave para aprofundar o seu personagem!

Primeiramente, pense sobre a personalidade geral (atributos) dele.
Ele é alegre ou fechado, ativo ou tranquilo, estilo irmã mais velha, estilo príncipe, etc…

Depois disso, você pode começar a incluir mais detalhes.

●Construa o contraste e torne-o atraente! 

Não se trata apenas de ser bonitinha ou forte, mas, trata-se de acrescentar características ao seu personagem definindo uma outra personalidade fora a que já tem como principal.
Também é útil expor suas fraquezas (pontos fracos).

●Vamos definir os detalhes da “outra” personalidade

Será divertido definir os detalhes de um perfil que normalmente saem em um livro, como data de aniversário, tipo sanguíneo, cidade natal, estrutura familiar, alimentos favoritos, etc.
Mesmo que não apareça esses detalhes na história, poderá ser útil mais tarde na realização da história.
As definições da estrutura familiar, seu passado e circunstâncias subjacentes do personagem, são importantes mais tarde na história porque fornecem um pano de fundo e apoio para suas palavras e ações.

☆Pense nas razões de sua caracterização


Este é um ponto importante.

Digamos que ele tem um caráter “frio, cruel e impiedoso”.
Acaba sendo comum se a caracterização do personagem é somente essa. Pense sobre “por que este personagem é frio, cruel e impiedoso?”.

“Na verdade ele é super tímido e finge ser frio”
“Ele perdeu um ente querido no passado e não confia em nada”
“Nasceu com um peculiaridade de não ter emoções”

Há muitos padrões que podemos pensar.

Aprofundemos no “por que” de ele ter esse caráter, do por que ele agir daquela forma.
Se você fez isso determinará se o caráter do seu personagem é fraco ou se é convincente.
Pense cuidadosamente aqui para tornar seu personagem original e único.

Apresentamos algumas dicas sobre como criar seu personagem.
Quanto mais se aprofunda no personagem, mais apegado se torna a ele, e a história da ilustração ou dos desenhos animados se tornam mais atraentes.
Tente criar seu único personagem do mundo!

(Texto e imagens/Haranaoko)
twitter:@nao_comic